CRESCIMENTO EX SITU DE ESPÉCIES DE BAMBUS HERBÁCEOS (POACEAE, BAMBUSOIDAE, OLYREAE) ENDÊMICAS DA BAHIA E AMEAÇADAS DE EXTINÇÃO

Autores

  • Marielly da Luz Santos

DOI:

https://doi.org/10.13102/semic.vi24.6817

Resumo

A conservação ex situ é realizada fora do seu habitat natural e consiste em um conjunto de técnicas com a finalidade de preservar a biodiversidade, tendo por objetivo principal a proteção de espécies raras e ameaçadas de extinção (Li et al. 2018). O Brasil possui uma flora muito rica, e é um dos países com maior número de gêneros e espécies de bambus herbáceos, membros da família Poaceae que crescem associados a ambientes florestais (Oliveira 2001). O estado da Bahia abriga uma grande parcela dessa diversidade, principalmente nas áreas de Floresta Atlântica do Sul do estado (Soderstrom et al. 1988), e de acordo com Oliveira (2001), são encontrados 11 gêneros e cerca de 36 espécies desse grupo no Estado, muitas delas descritas após esse trabalho.

Downloads

Publicado

2021-10-29

Edição

Seção

Ciências Biológicas