ECONOMIA, RACISMO E FEMINISMO NEGRO: ESTRATÉGIAS DE SOBREVIVÊNCIAS DAS MULHERES NEGRAS NA HISTORIOGRAFIA ECONÔMICA

Autores

  • Juliana de Freitas Silva

DOI:

https://doi.org/10.13102/semic.vi24.6997

Resumo

O plano de trabalho teve como finalidade analisar em que medida a economia popular e solidária se apresenta como uma alternativa de trabalho e renda a fim de contribuir para a emancipação da mulher negra, bem como analisar a percepção dessas mulheres em relação ao processo de organização do trabalho do grupo em seguida investigar e compreender a relação de gênero dessas mulheres nos espaços familiar e do trabalho para então identificar o perfil socioeconômico das mulheres investigadas. O pressuposto acerca do problema é se a economia popular e solidária se apresentaria como uma alternativa positiva para as mulheres negras.

Downloads

Publicado

2021-10-29

Edição

Seção

Ciências Sociais, Humanas e Filosofia