CRÍTICA DE SKINNER AO DUALISMO CARTESIANO

Autores

  • Stefany Costa Silva

DOI:

https://doi.org/10.13102/semic.vi24.8274

Resumo

Primordialmente, é sabido que as teorias mentalistas vigoraram como formas explicativas do comportamento humano, dando início a partir do dualismo cartesiano a uma tradição científica posterior que se pauta no uso de atributos e/ou capacidades internas como explicação imediata do comportamento.

Downloads

Publicado

2022-06-02

Edição

Seção

Ciências Sociais, Humanas e Filosofia