A ANÁLISE DO SABER EM FOUCAULT

Thiago Fortes Ribas

Resumo


No contexto das discussões suscitadas pela publicação de As Palavras e as Coisas, de 1966, Foucault publica dois textos em 1968 (Resposta a uma questão e Resposta ao Círculo de Epistemologia) com o intuito de esclarecer as dúvidas levantadas pelos seus críticos. Destes textos surgirá a base da escrita de seu próximo livro, A Arqueologia do Saber, de 1969. Neste artigo analisamos o texto dirigido às questões levantadas pelo círculo de epistemologia com o intuito de acompanhar a demarcação das aproximações e dos distanciamentos entre a epistemologia e sua arqueologia. Assim, interrogamos o uso foucaultiano das noções de descontinuidade, de análise discursiva e de saber.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/ideac.v1i33.1282

Apontamentos

  • Não há apontamentos.