NEUTRALIZANDO O ARGUMENTO DA QUALIDADE: RESULTADOS PRELIMINARES DE UM ESTUDO DE FILOSOFIA EXPERIMENTAL

Murilo Seabra, Laura Tolton, Luke Prendergast

Resumo


Esse artigo explora a hipótese da existência de preconceito de nacionalidade entre os membros da comunidade filosófica brasileira. Por utilizar um experimento para investigar o campo da filosofia, o estudo apresentado aqui pode ser classificado como um estudo de filosofia experimental. Entretanto, ele usa uma metodologia da psicologia cognitiva e tem como backgrounds teóricos as filosofias pós-coloniais e pós-modernas. Pós-graduandos e professores de sete departamentos de filosofia brasileiros avaliaram textos atribuídos a autores europeus e latino-americanos. A análise dos resultados revelou uma preferência pelo autor francês em detrimento do autor brasileiro; entretanto, os resultados foram inconclusivos quando outras nacionalidades latino-americanas foram contrastadas com nacionalidades europeias. Esse estudo indica que a comunidade brasileira de filosofia tende a criticar excessivamente os brasileiros que produzem filosofias próprias ao invés de se limitarem a comentar textos produzidos por autores europeus ou norte-americanos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/ideac.v1i35.1874

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


eISSN: 2359-6384