A INTERPRETAÇÃO DA IDEIA INADEQUADA EM SPINOZA

Paulo Santana

Resumo


A imaginação opera por meio de ideias inadequadas que são imagens mutiladas e truncadas, fabricadas na consciência a partir das experiências sensoriais. Essa conjugação engendra um processo inexato de apreensão ou interpretação da realidade existente nas relações entre os modos finitos, tomando como primazia
apenas o conhecimento empírico. Como resultado, apresentarei, em linhas gerais, a maneira sob qual Espinosa demonstra em sua filosofia a natureza provisória da ideia inadequada e suas consequências.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/ideac.v0i0.3019

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


eISSN: 2359-6384