RAIMUNDO FARIAS BRITO E SUA CONFRONTAÇÃO COM BERGSON : CONFLUÊNCIAS E DISCREPÂNCIAS

GILFRANCO LUCENA DOS SANTOS

Resumo


Raimundo Farias Brito foi um dos primeiros filósofos brasileiros a fazer uma apreciação crítica da filosofia de Bergson no começo do século XX. Sua confrontação com o pensamento de Bergson foi feita no contexto de seu livro O Mundo Interior, no qual ele tenta entender a posição de Bergson sobre a relação kantiana entre phainomenon e noumenon, no sentido de compreender a liberdade como fundamento da ação, e estabelece que a filosofia de Bergson é ainda uma filosofia fenomenista, no sentido de Hume, e por isso, ela não pode fornecer as bases para pensar a liberdade como fundamento da ação moral. Assim, este artigo pretende apresentar esta confrontação crítica feita por Farias Brito com a filosofia de Bergson.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/ideac.v1i37.3517

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


eISSN: 2359-6384