A CONVERSÃO ONTOLÓGICA DA FENOMENOLOGIA EM HEIDEGGER

Marcelo Rosa Vieira

Resumo


O tema tratado neste artigo é o da articulação entre fenomenologia e ontologia em Heidegger. Partir-se-á da hipótese de que a retomada do problema do ser era já a possibilidade central inscrita no projeto filosófico husserliano. Husserl, na execução desse projeto, parece propor um quadro de referências fenomenológicas que antecipa o estabelecimento da ontologia e se oferece como item indispensável a este estabelecimento. O referido quadro é constituído por quatro referências-chave – que parecem assumir o papel de condições e diretrizes para toda ontologia que queira estabelecer-se a partir da fenomenologia. São elas: 1º - a correlação intencional; 2º - a tese da imanência e da transcendência; 3º - a redução fenomenológica; 4º - a estrutura teleológica. Veremos então como esses quatro referenciais servem de orientação para Heidegger na sua tentativa de converter a fenomenologia transcendental numa ontologia fenomenológica.

Texto completo:

PDF

Referências


BORGES-DUARTE, Irene. Husserl e a fenomenologia heideggeriana da Fenomenologia. Lisboa: Phainomenon Revista de Fenomenologia, nº 7, 2003, pp. 87-103.

COURTINE, Jean-François. Heidegger et la phénoménologie. Paris: J. Vrin, 1990.

GREISCH, Jean. Ontologie et temporalité: esquisse d'une interprétation intégrale de Sein und Zeit. Paris: Presses Universitaires de France, 1994.

HEIDEGGER, Martin. A essência do fundamento. Tradução de Artur Morão. Lisboa: Edições 70, Lda., 1988.

__________________. Ser e Tempo. Tradução, organização, nota prévia, anexos e notas de Fausto Castilho. Campinas, SP: Editora da Unicamp; Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 2012.

__________________. Sobre o humanismo. Tradução, introdução e notas de Carneiro Leão. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1967.

__________________. The basic problems of Phenomenology. Tradução, introdução e léxico por Albert Hofstadter. Indiana University Press, 1982.

HUSSERL, Edmund. Méditations Cartésiennes. Traduzido por Gabrielle Pfeiffer e Emmanuel Lévinas. Paris: Librairie Philosophique J.Vrin, 1953.

MARION, Jean-Luc. Étant donné: Essai d’une phénoménologie de la donation. Paris: Presses Universitaires de France, Épiméthée, 1997.

PATOCKA, Jan. Qu’est que ce que la Phénoménologie?. Traduzido do alemão e do tcheco por Erika Abrams. Grenoble: Éditions Jéròme Millon, 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/ideac.v1i38.4284

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


eISSN: 2359-6384