Análise dos enunciados de atividades da rotina escolar de criança com TEA em escolas municipais feirenses – 2020 e 2021

Autores

  • Karla Souza
  • Gláucia Trinchão

DOI:

https://doi.org/10.13102/dci.v1i1.9627

Resumo

Em 2020, o cenário educacional mundial sofreu com a pandemia COVID-19 e isolamento social. Escolas fecharam e as aulas presenciais foram para o ensino remoto. Este estudo mostra, parcialmente, como o desenho e o desenhar fizeram parte da vida escolar de alunos com Transtorno de Espectro Autista (TEA), no período de 2020 a 2021. Seguiu uma abordagem qualitativa e exploratória, com estudo de campo, e não participativa, com três professoras da Educação Infantil ao ensino Fundamental, de três escolas municipais feirenses, que trabalharam com crianças autistas. A coleta de dados foi realizada por questionários da plataforma do Google Forms e as atividades analisadas foram as elaboradas pelas professoras e enviadas para as crianças. O resultado mostra a presença do desenho na rotina escolar, e que as atividades eram comuns a todas as crianças, sem necessidade de adaptação, incluindo os alunos com TEA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karla Souza

Karla Souza é graduada em Licenciatura em Pedagogia e mestranda do PPG Desenho, Cultura e Interatividade (UEFS, Feira de Santana, BA), pós-graduada em Psicopedagogia e Docência no Ensino Superior pelo Centro Universitário Leonardo da Vinci (UNIASSELVI). karlasouza.ks91@gmail.com

Gláucia Trinchão

Gláucia Trinchão é graduada em Licenciatura em Desenho e Plástica, mestra  em Arquitetura e Urbanismo (UFBA, Salvador, BA) e doutora em Educação (Unisinos). Professora plena de Desenho (UEFS). trinchao@uefs.br

Downloads

Publicado

2023-05-05