O ENSINO PROFISSIONAL FEMININO NO BRASIL: UMA ANÁLISE DA ESCOLA PROFISSIONAL FEMININA NILO PEÇANHA (CAMPOS, RIO DE JANEIRO, 1922-1930)

Fabiana de Arruda Resende Reis, Silvia Alicia Martinez

Resumo


Com o processo industrial e de modernização do Brasil, surgiu o en- sino profissional, inclusive o feminino, que muitas vezes preparava as mulhe- res para serem melhores donas do lar e para ajudarem no orçamento famili- ar, qualificando-as para trabalharem fora de casa como professoras de arte ou até mesmo confeccionarem produtos para serem vendidos. Neste contex- to visamos apresentar os primeiros resultados relativos ao estudo explorató- rio do ensino profissional feminino no estado do Rio de Janeiro, tendo como referência e objeto de estudo a Escola Profissional Feminina Nilo Peçanha, fundada em 1922 na cidade de Campos. Para tal, optamos pelo recorte tem- poral de 1922 a 1930, correspondente ao período entre o ano de criação da escola até o final da gestão da primeira diretora da instituição.


Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, Armando Martins de. A escola nas práticas discursivas ao olhar: sociabilidade e educação na cidade do Rio de Janeiro ao início do século XX. In: MAGALDI, Ana Maria; ALVES, Cláudia; GONDRA, José Gonçalves. (Org.). Educação no Brasil: história, cultura e política. Bragança Paulista: EDUSF, 2003, p. 287-309.

BONATO, Nailda Marinho da Costa. Uma escola de formação profissional para o sexo femini- no no Distrito Federal: a Escola Profissional Paulo Frontin (1919). Caxambu, 2001. Trabalho apresentado na XXIV Reunião Anual da ANPED.

CAMARA, Sônia. As reformas de instruçao pública e a educação profissional feminina no Distrito Federal durante os anos 20. In: MAGALDI, Ana Maria; ALVES, Cláudia; GONDRA, José Gonçalves. (Org.). Educação no Brasil: história, cultura e política. Bragança Paulista: EDUSF, 2003, p. 399-417.

CARDOSO, Tereza Fachada Levy. A trajetória da Escola Normal de Artes e Ofícios Wenceslau Braz (1917-1937). In: CHAVES, Miriam Waidenfeld; LOPES, Sonia de Castro. (Org.). Institui- ções educacionais da cidade do Rio de Janeiro: um século de história (1850-1950). Rio de Janeiro: Mauad X: Faperj, 2009, p. 121-145.

CARVALHO, marta M. Chagas de. A escola e a república e outros ensaios. Bragança Paulista: EDUSF, 2003.

CUNHA, Luiz Antônio. O ensino de ofícios nos primórdios da industrialização. 2. ed. São Pau- lo: Ed. UNESP, 2005.

FONSECA, Cláudia. Ser mulher, mãe e pobre. In: DEL PRIORE, Mary. (Org.). História das mu- lheres no Brasil. 3. ed. São Paulo: Contexto, 2000, p. 510-553.

FONSECA, Celso Suckow da. História do ensino industrial no Brasil. 2. ed. em CD ROM. Rio de Janeiro: CEFET, 1961.

FREITAS, Danielle Gross de. Entre ofícios e prendas domesticas: a Escola Profissional Femini- na de Curitiba (1917-1974). Curitiba, 2011. 131 f.

LOURO, Guacira Lopes. Mulheres na sala de aula. In: DEL PRIORE, Mary. (Org.) História das mulheres no Brasil. 3. ed. São Paulo: Contexto, 2000, p. 443-481.

MAGALDI, Ana Maria B. M. Educando a família, construindo a Nação (anos 1920/30). In: MAGALDI, Ana Maria; ALVES, Cláudia; GONDRA, José Gonçalves. (Org). Educação no Brasil: história, cultura e política. Bragança Paulista: EDUSF, 2003, p. 419-439.

MALUF, Marina; MOTT, Maria Lúcia. Recôndito do Mundo Feminino. In: SEVCENKO, Nicolau. (Org.). História da vida privada no Brasil. São Paulo: Cia. das Letras, 1998, p. 367-421.

NAGLE, Jorge. Educação e sociedade na Primeira República. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

RIBEIRO, Arilda Ines Miranda. Mulheres educadas na Colônia. In: LOPES, Eliane Marta Teixei- ra; FARIA FILHO, Luciano Mendes de; VEIGA, Chynthia Greive. (Org.). Trajetória da educação profissional. 500 anos de educação no Brasil. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2003, p. 79- 94.

SANTOS, Jailson Alves. A trajetória da educação profissional. In: LOPES, Eliane Marta Teixei- ra; FARIA FILHO, Luciano Mendes de; VEIGA, Chynthia Greive. (Org.). Trajetória da educação profissional. 500 anos de educação no Brasil. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2003, p. 205- 224.

SCHWARTZMAN, Simon; BOMENY, Helena Maria Bousquet; COSTA, Vanda Maria Ribeiro.

Tempos de Capanema. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

SCOTT, Ana Silva. O caleidoscópio dos arranjos familiares. In: PINSKY, Carla Bassanezi; PEDRO, Joana Maria. (Org.). Nova história das mulheres. São Paulo: Contexto, 2012p. 15-42.

SCHUELER, Alessandra Frota Martinez; MAGALDI, Ana Maria B. M. Educação escolar na Primeira República: memória, história e perspectivas de pesquisa. Revista Brasileira de Histó- ria da Educação, 2008.

VEIGA, Cynthia Greive. História política e história da educação. In: VEIGA, Cynthia Greive; FONSECA, Thais Nivia de Lima. História e historiografia da educação no Brasil. Belo Horizon- te: Autêntica, 2003, p. 13-47.

VELLOSO, Monica Pimenta. Em busca da identidade nacional: diferentes expressões do moderno e da brasilidade. In: MAGALDI, Ana Maria; ALVES, Cláudia; GONDRA, José Gonçal- ves. (Org.). Educação no Brasil: história, cultura e política. Bragança Paulista: EDUSF, 2003, p. 349-373.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/cl.v13i1.1465

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Universidade Estadual de Feira de Santana

A Cor das Letras está indexada em: 
 
 

A Revista A Cor das Letras está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSNe 2594-9675 
ISSN-L 1415-8973