Ensino de adverbiais modalizadores em perspectiva discursivo-textual

Dennis Castanheira, Leonor Werneck

Resumo


Este artigo visa a colaborar para as reflexões sobre o ensino de adverbiais modalizadores à luz de uma abordagem que envolve a Linguística do Texto (KOCH, 2003, 2014) e o Funcionalismo norte-americano (GIVÓN, 1990; 1995; TRAUGOTT, DASHER, 2005). Analisamos o tratamento dado ao tema em quatro coleções de livros didáticos de Ensino Médio aprovados pelo Programa Nacional do Livro Didático de 2015, observando se os manuais tratam esses elementos como articuladores textuais argumentativos e a partir de seus efeitos de sentido. Percebemos que os adverbiais modalizadores quase não são citados nesses manuais didáticos e geralmente os efeitos de sentido construídos nos gêneros textuais em que aparecem não são trabalhados. Além dessa análise, elaboramos algumas sugestões de abordagem diante das lacunas encontradas nos livros e no confronto com o uso real desses elementos, a partir do trabalho de Castanheira (2017).

 


Texto completo:

PDF

Referências


A. Textos teóricos

BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. In: BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1997 [1979]. p. 261-306.

BASTOS, M. C. V. Anáforas encapsuladoras e argumentatividade em notícias. 142 f. 2018. Dissertação (Mestrado em Letras Vernáculas (Língua Portuguesa)). Rio de Janeiro: Faculdade de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018.

BOFF, O. M. B.; KÖCHE, V. S.; MARINELLO, A. F. O gênero textual artigo de opinião: um meio de interação. ReVEL, vol. 7, n. 13, p. 1-12, 2009.

BRÄKLING, K. L. Trabalhando com artigo de opinião: re-visitando o eu no exercício da (re)significação da palavra do outro. In: ROJO, R. (org.). A prática da linguagem em sala de aula: praticando os PCN. São Paulo: EDUC; Campinas, SP: Mercado de Letras, 2000. p. 221-247.

CAMPOS, C.; TORQUATO, C. P. Articulação. In: COSTA, I. B.; FOLTRAN, M. J. (orgs.). A tessitura da escrita. 1. ed. São Paulo: Contexto, 2013. p. 124-144.

CASTANHEIRA, D. Uso de adverbiais modalizadores e sua abordagem em livros didáticos de ensino médio: reflexões e propostas de atividades. 119 f. 2017. Dissertação (Mestrado em Linguística). Rio de Janeiro: Faculdade de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.

CASTILHO, A. T.; CASTILHO, C. M. Advérbios modalizadores. In: ILARI, R (org.) Gramática do português falado vol. II: níveis de análise linguística. São Paulo: Editora da UNICAMP/FAPESP, 1992. p. 199-248.

GIVÓN, T. Syntax: a functional-typological introduction. Amsterdam/ Philadelphia: John Benjamins, 1990.

GIVÓN, T. Functionalism and grammar. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins, 1995.

KEBRAT-ORECHONI, C. La enunciación: de la subjetividad en el lenguaje. Buenos Aires: Edicial S.A., 1997 [1980].

KOCH, I. V. Desvendando os segredos do texto. São Paulo: Cortez, 2003.

KOCH, I. V.; ELIAS, V. M. Escrever e argumentar. São Paulo: Contexto, 2016.

MARTELOTTA, M. E. Advérbios: conceitos e tendências de ordenação. In: OLIVEIRA, M. R.; CEZARIO, M. M. (orgs.). Adverbiais: aspectos gramaticais e pressões discursivas. Niterói: Editora da UFF, 2012. p. 13-96.

MENDONÇA, M. Análise linguística no ensino médio: um novo olhar, um outro objeto. In: BUNZEN, C.; MENDONÇA, M. (orgs.) Português no ensino médio e formação do professor. São Paulo: Parábola, 2006. p. 199-226.

MORAES PINTO, D. C. Gramaticalização e ordenação nos advérbios qualitativos e modalizadores em –mente. 2008. 199 f. Tese (Doutorado em Linguística). Rio de Janeiro: Faculdade de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008.

MORAES PINTO, D.; ALONSO, K. S. Advérbios e o ensino de classes de palavras. In: PALOMANES, R.; BRAVIN, A. (org.). Práticas de ensino do português. São Paulo: Contexto, 2012. p. 165-190.

NEVES, M. H. Os advérbios. In: NEVES, M. H. Gramática de usos do português. São Paulo: Editora UNESP, 2000.

OLIVEIRA, M. R.; CEZARIO, M. M. Adverbiais: aspectos gramaticais e pressões discursivas. Niterói: Editora da UFF, 2012.

PINILLA, M. A. Classes de palavras. In: VIEIRA, S. R.; BRANDÃO, S. F. (orgs.) Ensino de gramática: descrição e uso. São Paulo: Contexto, 2007. p. 169-183.

SANTOS, L. W. (org.) Atividades com textos para ensino fundamental e médio. Rio de Janeiro: UFRJ, 2016.

SANTOS, L. W.; CASTANHEIRA, D. Leitura e modalização no ensino. PERcursos Linguísticos. Vitória (ES), v. 7, n. 17, p. 218-235, 2017. Dossiê – O texto em sala de aula: práticas e sentidos.

SANTOS, L. W.; CUBA RICHE, R. M.; TEIXEIRA, C. S. Análise e produção de textos. São Paulo: Contexto, 2012.

SANTOS, L. W. dos; TEIXEIRA, C. de S. Linguística Textual e ensino: panorama e perspectivas. In: CAPISTRANO Jr., R.; LINS, Ma da P.; ELIAS, V. (orgs.). Linguística Textual: diálogos interdisciplinares. São Paulo: Labrador, 2017. p. 425-446.

TESCARI NETO, A.; PEZATTI, E. G. A ordenação dos adverbiais modalizadores epistêmicos no português europeu falado: uma abordagem funcional. Revista Letras, Curitiba, n. 65, p. 191-208, jan./abr. 2005.

TRAUGOTT, E. C.; DASHER, R. Regularity in semantic change. Cambridge: Cambridge University Press, 2005.

B. Manuais didáticos analisados

ABREU-TARDELLI, L. S. et al. Vozes do mundo: literatura, língua e produção de textos. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2013. [Obra em três volumes]

ABURRE, M. L.; ABURRE, M. B.; PONTARA, M. Português: contexto, interlocução e sentido. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2013. [Obra em três volumes]

FARACO, C. A. Português: língua e cultura. 3. ed. Curitiba: Base editorial, 2013. [Obra em três volumes]

SETTE, G.; TRAVALHA, M.; STARLING, R. Português: linguagens em conexão. São Paulo: Leya, 2013. [Obra em três volumes]




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/cl.v19i3.3664

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Universidade Estadual de Feira de Santana

A Cor das Letras está indexada em: 
 
 

A Revista A Cor das Letras está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSNe 2594-9675 
ISSN-L 1415-8973